Oficinas terapêuticas

Grupo de Auto Cuidado – atividade que visa transmitir informações e conhecimentos que gerem mudanças de hábitos e atitudes relativos à: saúde, higiene, auto estima, cuidados com o meio ambiente, relacionamento interpessoal e outros, buscando incentivar os usuários a uma vida mais saudável, com maior qualidade e bem estar.

Grupo de Acolhimento – tem por objetivo promover a “escuta” dos usuários, e possibilitar a análise e avaliação da evolução do tratamento de cada um. Esta atividade contribui para melhor conhecimento e compreensão de cada caso e oportuniza a livre expressão dos usuários quanto a problemas e dificuldades que estejam enfrentando em seu cotidiano.

Grupo de Medicação com usuários e com familiares - visa conscientizar os usuários/familiares quanto à importancia da regularidade no uso da medicação; dirimir dúvidas; orientar quanto a possíveis efeitos colaterais; estimular o uso autônomo dos medicamentos; prestar informações e orientações específicas, e responsabilizar os familiares pelo tratamento medicamentoso dos usuários, no lar.

Grupo de Psicoeducação - trabalha com discussão de temas de necessidades e interesses dos usuários. Possui caráter informativo, formativo, cultural e reflexivo, e possibilita atender necessidades específicas.

Caminhada Terapêutica - busca proporcionar aos usuários a integração com a natureza; a observação e o respeito ao meio ambiente; a participação em atividades físicas, recreativas e lúdicas; a expressão corporal e a interação social.

Revisão Medicamentosa – utilizada para o acompanhamento, avaliação, ajuste e controle medicamentoso das patologias dos usuários;

Musicoterapia – visa utilizar-se da música e seus elementos, para o tratamento de problemas de ordem emocional ou mental. A musicoterapia contribui na relação do usuário com o meio, promove seu bem-estar e possibilita o contato direto com emoções e sentimentos internalizados, que poderão estar bloqueados pela inibição, e/ou pela falta de estímulo, possibilitando a sua expressão. Esta atividade também possibilita trabalhar ansiedades, tensões, desejos e alegrias.

Grupo de Resolução de Problemas – esta atividade busca simular situações-problema, visando a estimulação de reflexos dos usuários na busca de suas soluções. Seu objetivo é fortalecê-los quanto ao encontro de “caminhos” para as suas resoluções. Esta terapia contribui para a reorganização pessoal, familiar e comunitária.

Oficina de Cidadania – visa preparar os usuários para a vida em coletividade e para a reconstrução de sua cidadania, esclarecendo-os e estimulando-os quanto ao exercício de seus direitos e deveres, trabalhando limites, convivência social e respeito ao outro.

Oficina Cultural – busca reverter o empobrecimento cultural que ocorre muitas vezes em decorrência do longo processo do adoecimento. Esta atividade estimula a cognição, a criação e a arte literária; amplia horizontes; desperta novos interesses; fornece novos conhecimentos; desenvolve a sociabilidade; proporciona as trocas sociais e culturais; desenvolve potenciais, e promove a religação dos usuários com os valores culturais de seu meio.

“Questões sobre Saúde Mental” – atende expectativas dos usuários, desmistifica conceitos errôneos a respeito da doença mental, dirime dúvidas e promove o envolvimento e a participação coletiva em questões de interesse comum.

Grupo de Vivências e Experiências Compartilhadas – esta atividade estimula a socialização, as “trocas sociais” e o apoio mútuo. Oportuniza a verbalização de experiências que os usuários desejam compartilhar com os demais, estimula a cognição, a desinibição e promove a interação social.

Coral – O canto representa uma alternativa na terapêutica dos transtornos mentais, pois possibilita o despertar do potencial criativo, impulsionando transformações que levam à modificação de padrões cristalizados, resgatando o fluxo vital e a saúde. É utilizado como instrumento promotor de mudanças positivas nos aspectos físicos, mentais, sociais e cognitivos. Esta atividade também trabalha a sensibilidade, a disciplina, o ritmo, a integração e a expressão em grupo.

Oficina de Jornal Mural - busca a construção coletiva de um trabalho comum; desperta a atenção, a observação, a memória e a capacidade de criação; incentiva a colaboração; contribui para a valorização pessoal e coletiva; possibilita a valorização dos usuários enquanto agentes de informação e de transmissão informativa e cultural.

Oficina de Jardinagem - possibilita a vivência do papel de agente criador e transformador que, muitas vezes, se perde no decorrer do processo do adoecimento. Nesta atividade o usuário aprende a lidar com a terra, com a água, com o cultivar e a adquirir uma nova dimensão daquilo que os rodeia. A jardinagem possibilita o despertar do senso estético, estimula o interesse quanto ao paisagismo e a decoração, e estimula o interesse pelo cultivo e cuidados com as plantas. Esta atividade também estimula a habilidade manual, a criatividade, a observação e a iniciativa.

Psicoterapia Grupal: busca oferecer continência e suporte, aos usuários, num ambiente afetivo e acolhedor; oferece informações sobre a doença e modos de lidar com ela, ajuda no restabelecimento do contato com a realidade; instrumentaliza o usuário para lidar com os eventos da vida; contribui para sua maior capacidade de diferenciação, reconhecimento e aceitação das diferentes sensações e sentimentos; promove mudança nos padrões de comportamento; contribui para a conquista de maior autonomia e independência, oportuniza a expressão e oferece apoio especializado.

“Fábrica de Idéias” – propicia o planejamento, a análise, a experimentação e a iniciativa; estimula a criação artística, a atenção, o intelecto, a memória, a concentração e o senso estético; incentiva a capacidade laborativa; possibilita o exercício da concentração, da organização e da paciência e propicia a canalização de energias para a produção de atividades construtivas.

Oficinas Terapêuticas – desenvolvem a criatividade, a expressão de sentimentos e conflitos; promovem a reestruturação interior, a motivação, a coordenação motora, a concentração e a atenção; estimulam a iniciativa, a sensibilidade, o interesse, o trabalho em equipe; proporcionam o aprendizado de habilidades manuais e artísticas; promovem a integração, a redução da ansiedade, a (re)construção da auto estima, o planejamento e criação de estratégias para o alcance de objetivos, dentre outros. Atraves do manuseio de uma diversidade de materiais, as oficinas terapêuticas permitem que os usuários, de acordo com suas características e necessidades, possam expressar-se, estruturar-se e experimentar sua criatividade, desenvolvendo suas potencialidades.

Oficina Temática – visa organizar e preparar os eventos relativos ao eixo temático do mês corrente. Trata-se de atividade coletiva motivadora, articuladora e mobilizadora, que explora a criatividade, desperta interesses, contribui para a socialização e a integração, estimula a atenção, a memória e a concentração, e desperta e valoriza talentos individuais, contribuindo para a auto estima.

Oficina de Pomar e Reflorestamento – visa despertar interesses, cuidados e respeito para com o meio ambiente, incentiva a preservação da natureza, incentiva aptidões, possibilita a relação com a terra e com o meio, motiva o envolvimento com tarefas de longo prazo e favorece o exercício de atividade laborativa individual e de forma cooperada.

Oficina de Comunicação e Relações Sociais – estabelece um processo onde toda a relação no grupo procura convergir para a (re)construção das relações interpessoais, através de um diálogo conscientizador e de cuidados para com o outro, respeitando suas diferenças. Estimula a comunicação, a sociabilidade, o relacionamento, a convivência saudável, a fluência na verbalização e a aquisição de hábitos e condutas adequadas aos diversos ambientes sociais.

Oficina Expressiva – oportuniza ao usuário entrar em contato com seus conteúdos internos e inconscientes, e com o seu universo imaginário e simbólico, atraves da expressão artística, propiciando-lhe novas descobertas e maior conhecimento sobre si mesmo, alem de proporcionar a livre expressão de suas emoções e sentimentos.

Oficina Vocacional - ação com enfoque sócio-educativo que visa resgatar, nos usuários, o desejo pelo trabalho, e leva-los à uma reflexão sobre as atividades laborais já exercidas no passado, e/ou despertar potenciais interesses profissionais que possibilitem seu encaminhamento a cursos, estágios ou empregos, através de ações de suporte social, construindo as “redes” individuais, que proporcionarão autonomia e inserção social.

Oficina “Situações do Cotidiano” – AVD e AVP - funciona com “tarefas” a serem operadas em grupo. Trata-se da simulação de situações do dia a dia, visando (re)habilitar os usuários à execução de tarefas rotineiras, estimulando-os em AVD e AVP, proporcionando-lhes melhores condições de convívio familiar e social, facilitando sua comunicação com o meio e favorecendo o exercício de sua cidadania. Esta atividade desperta a motivação, o interêsse, a iniciativa, a atenção, a observação, a valorização, a cooperação e a auto estima.

Terapia Cognitivo Comportamental – visa auxiliar o usuário a modificar sua relação com a situação que está criando dificuldade e a melhorar a sua reação emocional e comportamental naquela circunstância, mediante novas aprendizagens. Esta ação baseia-se no pressuposto de que os afetos e os comportamentos de um indivíduo são determinados em grande parte pelo seu modo de estruturar o mundo. As técnicas desta terapia auxiliam o usuário a identificar, avaliar, controlar e modificar as crenças que comandam a sua visão de mundo e que podem ser disfuncionais (as crenças não verdadeiras e os pensamentos distorcidos podem ser modificados pelo acesso a pensamentos alternativos e compensatórios, desenvolvendo-se novas crenças, e facilitando a mudança dos estados de humor e de comportamento).

Atividades Fisiocorporais – busca a redução dos efeitos físicos desabilitantes: melhora a postura e o esquema corporal, reduz a ansiedade, o estresse e a fadiga, previne dores, proporciona melhor o rendimento das atividades dos usuários no CAPS e em sua vida diária, contribui para a reinserção social através de atividades recreativas e de lazer, desperta para a valorização de cuidados com a saúde, estimula a prática de hábitos saudáveis e desenvolve potencialidades e limites.

Atendimento Familiar Nuclear e Individual –. visa atender necessidades dos familiares dos usuários, prestando-lhes informações e orientações em situações específicas, aprofundando e ampliando o estudo de casos, e corresponsabilizando-os pelos resultados do tratamento.

Oficina de Horta - estimula o contato com a natureza, incentiva o hábito de consumo de produtos naturais, contribui para a identificação dos diversos tipos de alimentos e seus nutrientes, possibilita trabalhar a analogia entre os hábitos e cuidados com as plantas e para com o ser humano. Esta atividade possibilita aos usuários o resgate de valores tradicionais e o incentivo à sua capacidade produtiva pelo ato de plantar, acompanhar o crescimento e consumir os vegetais plantados na horta.

Oficina “Como Cultivar” – presta esclarecimentos e informações sobre questões relativas ao manejo agrícola visando despertar interesses, aperfeiçoar conhecimentos, estimular a produção doméstica, incentivar novos hábitos, estimular a atividade produtiva, etc.

Oficina Ecológica – visa despertar, nos usuários, a consciência ecológica, trabalhar sua sensibilização para a educação ambiental e a mudança de hábitos; visa desenvolver um conjunto de posturas, idéias, práticas e ações educativas, buscando a transformação de sua realidade social; estimula o combate do desperdício de materiais; amplia a percepção de que saúde e qualidade de vida se relacionam com o meio ambiente; desenvolve ações educativas de conscientização e de transformações; estimula “o descobrir”, “o pensar” e “o recriar”; leva à experimentação, à conscientização, ao debate e à mudança de mentalidade; proporciona a percepção da possibilidade de reconstruir o que está destruído, quebrado, criando algo novo, concreto e consistente

Oficina de Alfabetização – utiliza métodos de leitura e escrita como facilitadores da comunicação, elevando a auto estima e promovendo o resgate da cidadania. Estimula a reflexão, a abstração, a argumentação e o contato com novas informações.

Oficina “Hábitos Saudáveis” - trabalha cuidados pessoais diários, através de orientações e esclarecimentos pertinentes a hábitos mais saudáveis de vida; presta orientações sobre tarefas de higiene; estimula e esclarece sobre a importância da prática de atividades físicas e trabalha demais questões relativas a essa área, buscando a conseqüente melhoria da qualidade de vida.

Oficina “Viver com Saúde” – destinada a abordar, esclarecer, informar e orientar sobre enfermidades agudas e crônicas, visando sua prevenção, detecção precoce, cuidados essenciais e métodos de controle.

Teatro Espontâneo – atividade expressiva, criativa e socializante; possibilita a verbalização e atos que contribuem para a expressão de situações vivenciadas pelos usuários em seu cotidiano; propicia a espontaneidade, a expressão de emoções, sentimentos e a desinibição. Esta atividade possibilita o contato com o outro, fortalece as relações interpessoais e possibilita trabalhar o “novo” e o “diferente”.

Atendimento Social de Casos (usuários e familiares) - destinado ao aconselhamento social, à intervenção, orientações e acompanhamento de situações específicas; possibilita um melhor conhecimento da dinâmica familiar; o acompanhamento e aprofundamento de estudo de casos; favorece a prestação de informações e esclarecimentos; permite trabalhar questões como: sociabilidade, trabalho, dinâmica familiar, história de vida, inclusão social, e possibilita os encaminhamentos necessários.

Atendimento Jurídico (usuários e seus familiares) – visa prestar assistência jurídica a usuários e seus familiares, esclarecendo, dirimindo dúvidas, informando e orientando quanto a seus direitos legais, e realizando encaminhamentos nessa área específica.

Festividades - estimula a expressão e o relacionamento através de atividades sociais grupais, trabalha a sociabilidade, proporciona as trocas sociais, estimula a auto estima, propicia momentos recreativos e lúdicos e contribui para a inserção social.

Atividades Comunitárias - atividades que utilizam os recursos sociais e institucionais e que envolvem pessoas, instituições ou grupos organizados que atuam na comunidade, objetivando proporcionar aos usuários a modificação de hábitos, valores e comportamentos; estimula a auto estima; desenvolve a sociabilidade; e promove a autonomia, a cidadania e a inserção social.

Grupo “Bom Dia” – abertura das atividades do dia, com informações, orientações e esclarecimentos sobre as ações que ocorrerão ao longo do período da manhã.

Grupo “Final de Tarde” – avaliação das atividades realizadas no dia; reflexão sobre fatos ocorridos, e trocas de idéias e pareceres. O encerramento se processa por meio de técnicas de dinâmica de grupo.

Assembléia: É uma atividade mensal, que reúne usuários e profissionais do CAPS, para juntos discutirem, avaliarem e proporem encaminhamentos para o serviço. São discutidos problemas e sugestões sobre a convivência, as atividades e a organização do CAPS, no intuito de melhorar o atendimento oferecido.